Terapia Familiar: foco nas relações entre pessoas de um mesmo grupo.

Terapia Familiar – A mudança só pode acontecer a partir da própria pessoa.

Assim como no tratamento biológico – o organismo é visto como constituído por células – a família deve ser vista como um organismo constituído por indivíduos. No tratamento biológico trata-se da célula, isto é: o órgão está apresentando disfunção porque as células estão em disfunção. Da mesma forma, no organismo familiar são os indivíduos que apresentam disfunções.

Assim como em todas as relações humanas, nas relações familiares temos a considerar o emissor, a mensagem, o receptor e o complexo psico-emocional. Ao enviar a mensagem, o emissor poderá fazê-la de forma deformada pela interferência de uma ideia emocionalmente investida e reprimida (complexo). O receptor, atingido pelo afeto com que a mensagem chega carregada, irá ativar um conteúdo do seu inconsciente, contribuindo para nova deformação.

Quanto maior o nosso desconhecimento desses conteúdos, maiores as dificuldades de entendimento entre os membros do mesmo grupo familiar. Submeter os indivíduos envolvidos a uma investigação desses conteúdos inconscientes, principalmente utilizando a análise onirológica (interpretação de sonhos) propiciará a cada membro envolvido a oportunidade de desativar esses complexos, transformando-os em força impulsionadora do crescimento pessoal e restaurando a harmonia temporariamente prejudicada.

Se você se identificou com esse post e gostaria de marcar uma consulta para conversar sobre o problema, acesse a página CONTATOS e envie uma mensagem.